Tributária dos escritos de Pierre Francastel, Norbert Elias, Jean Duvignaud, Lucien Goldmann, Roger Bastide, Nathalie Heinich, Raymonde Moulin, Alain Bowness, Antoine Hennion, Paul DiMaggio e muitos outros, a sociologia da arte e da cultura se constituiu num “campo no qual se manifestam os valores contra os quais se configurou a própria sociologia – o individual em oposição ao coletivo, a interioridade em oposição à exterioridade” (Heinich, 1998: 7, tradução nossa), de maneira que desconhecer essa condição de fratura equivale a ignorar as adversidades de sua formulação científica.
**PRAZO para o envio de contribuições: 01 de setembro de 2023. Os artigos devem ser submetidos pelo site e atender às normas de publicação da Revista Teoria e Cultura, disponíveis em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/TeoriaeCultura/index