Este artigo está disponível para leitura aqui: https://seer.ufs.br/index.php/tomo/article/view/13382

Neste artigo, procuramos analisar o movimento clubber de São Paulo nos anos 1990 enquanto potenciador de inovação na moda e no imaginário visual contemporâneo. Neste ensejo, iremos tomar como comparação a cena londrina clubber da mesma época, prosopografando duas figuras centrais de ambas as cenas: Alexander McQueen e Alexandre Herchcovitch. O nosso principal argumento é o de que as cenas clubbers vividas nos anos 1990 por estes dois designers de moda ativam de forma independente energias e socialidades lúdicas entrecruzando criação, intermediação e fruição cultural na pista de dança. Estas cenas são espaços de polivalência (e simultaneidade) de papéis criativos. Rede, simultaneidade, polivalência, interdisciplinaridade, materialidade, imaterialidade assumem-se como atributos inelutáveis das cenas musicais que se transportam para os clubes, e posteriormente para as carreiras de McQueen e Herchcovitch.

Revista TOMO 2020 (37)

doi https://doi.org/10.21669/tomo.vi37.13382

 

Detalhes:

Título: Prosopografias clubbers em São Paulo e Londres: Moda, estilo, estética e cenas musicais contemporâneas

Autor: Paula GUERRA

Ano: 2020

 

GUERRA, Paula & FIGUEREDO, Henrique Grimaldi (2020) – Prosopografias clubbers em São Paulo e Londres: Moda, estilo, estética e cenas musicais contemporâneas. Revista TOMO. n. 37 (2020): jul./dez. Dossiê: Juventudes, Decolonialidades e Estéticas Insurgentes. pp. 215-252. ISSN: 978-3-8376-4957-4. DOI: https://doi.org/10.21669/tomo.vi37.13382. URL: https://seer.ufs.br/index.php/tomo/article/view/13382

créditos: https://www.anothermag.com/art-photography/gallery/9855/mark-c-o-flaherty/11