Neste artigo começamos por abordar as diferentes teorias relativas aos públicos e audiências e, em seguida, os festivais musicais como um exemplo da mudança operada no papel dos públicos na última década – a passagem de uma atitude passiva para uma experiência carnal total e participativa. Baseados numa trajetória já longa de análise relativa à fruição, consumo e vivência (GUERRA, 2010, 2015, 2016), neste artigo procedemos a uma análise etnográfica sustentada por excertos de diários de campo.

Procuraremos analisar a multiplicidade de experiências que ocorrem em um dos mais emblemáticos festivais de verão português, o Festival Paredes de Coura, demonstrando como os festivais são um dos principais indicadores para compreender a elaboração e a projeção das identidades juvenis (e não só) na contemporaneidade.

O artigo encontra-se disponível para leitura e download aqui:

https://periodicos.ufpe.br/revistas/revsocio/article/view/243763

 

Detalhes:

Título: Espaços liminares de sociabilidade contemporânea. O caso ilustrativo do Festival Paredes de Coura, Portugal

Autora: Paula GUERRA

Ano: dezembro 2019

GUERRA, Paula (2019) – Espaços liminares de sociabilidade contemporânea. O caso ilustrativo do Festival Paredes de Coura, Portugal. Estudos de Sociologia, Recife. v. 2, n. 25 (2019): Dossiê Formas e Substâncias do Público. pp. 51-88. ISSN: 2317-5427. URL: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revsocio/article/view/243763/34003